Mania de Entender

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Verdade Cinematográfica





"Não existe triunfo sem perda, não há vitória sem sofrimento, não há liberdade sem sacrifício"






Recolhi esta pérola do terceiro filme da trilogia "O Senhor dos Anéis" e pude perceber a realidade, a veracidade e a grandeza de tal afirmação. Certamente muitos poderiam facilmente dissertar sobre as vitórias conseguidas depois de muito esforço próprio e haveria muito do que se colocar aqui. Mas eu gostaria de pensar mais fundo, no triunfo, na vitória e na liberdade conseguida pelo sacrifício de outro. Sim, porque quando tudo isso é conseguido por nossas forças, isso se chama mérito. Quando tudo é conseguido como resultado do que alguém fez por nós, isso se chama favor. Mas quando este resultado é fruto do que alguém fez por nós mesmo quando o desprezamos, isso se chama Graça. E é exatamente na graça que se fundamenta o sacrifício que Cristo fez por nós, pois:


"Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores" .
(Romanos 6:1, 6-8)

Sim, o maior dos triunfos, a maior das vitórias e a maior liberdade que o Homem poderia conhecer, nos foi outorgada dessa maneira, por alguém que se dispôs a perder para que obtivéssemos triunfo, que se dispôs a sofrer para que conhecêssemos o que é vencer; que se dispôs a morrer para que experimentássemos vida em abundância. Sim, o nome dele é Jesus Cristo. Rei dos Reis e Senhor dos Senhores!!

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.

Isaías 53: 4,5,6

Um comentário:

Dennys Reys disse...

Vitória é o que vem depois cruz e ningué há de codenar o que o Senhor Tocar.